CSO Laboratório II – PUCSP Programa

Curso: Ciências Sociais
Disciplina: Laboratório de Pesquisa Social II
Professor: Felix Ruiz Sanchez
Semestre: 2º/2013 Período: 6º
Turmas: NA6 Turno: Noturno
Créditos: 04 Carga Horária: 68

I – EMENTA:-
A partir de temáticas suscitadas em Laboratório I, Laboratório II desenvolverá diferentes formas de construção de “problemas de pesquisa” em ciências sociais, levando o aluno a selecionar e construir analiticamente um objeto de estudo.

II – OBJETIVOS:
O curso tem por objetivo avançar nos trabalhos realizados em Laboratório I levando o aluno a problematizar a realidade social na perspectiva de construção de um Plano de Pesquisa o qual deverá ser objeto das atividades a serem desenvolvidas no âmbito do TCC.

III – PROGRAMA E ROTEIRO DE AULAS:-
1ª. Semana.- Apresentação do programa e discussão das atividades
UNIDADE I. Fundamentos Lógicos da Elaboração de um Projeto de Pesquisa
2ª. Semana – A definição de um Tema de Pesquisa: recuperando as atividades desenvolvidas em Laboratório I..
3ª. Semana – A Formatação de um Projeto de Pesquisa: a relação teoria- pesquisa na construção de um problema de pesquisa; Orientação de alunos
GIL, A.C. (1989) Como Elaborar Projeto de Pesquisa – São Paulo: Ed Atlas.
THIOLLENT, Michel J.M (1982). Crítica Metodológica, investigação social & enquete operária- São Paulo: Editora Pólis. Pag. 15 a 30.
4ª. Semana – A Formatação de um Projeto de Pesquisa: a problematização do tema de pesquisa; Orientação de alunos
THIOLLENT, Michel J.M(2003) Metodologia da Pesquisa-Ação – São Paulo: Cortez Editora, pag 47 a 72
5ª. Semana – A Formatação de um Projeto de Pesquisa: a delimitação de objeto de estudo e a construção de um problema de pesquisa. Orientação dos alunos
Na 5ª. Semana de aula os alunos deverão disponibilizar para a classe o trabalho de pesquisa escolhido para a realização dos seminários a serem realizados nas semanas de 7 a 10, conforme o presente cronograma de aulas. Nesta data será montada a agenda de apresentação dos referidos trabalhos
6ª e 7ª. Semana – A Formatação de um Projeto de Pesquisa: a definição de objetivos de pesquisa;
THIOLLENT, Michel J.M. (1982) Crítica Metodológica, investigação social & enquete operária- São Paulo: Editora Pólis. O Questionário de 1880 – Karl Marc. Pag. 249 a 256.
8ª. Semana. Os procedimentos para operacionalização de uma pesquisa: as abordagens qualitativas na pesquisa social e a construção de instrumentos de investigação em pesquisas qualitativas.
A adequação e significado da abordagem qualitativa na apreensão da realidade social.. Seleção de variáveis e indicadores apropriados ao escopo e objetivos de pesquisa propostos. As diferentes técnicas de levantamentos qualitativos e os diferentes tipos de instrumentos de investigação e a sua forma de construção: entrevistas (estruturada, semi – estruturada e não – estruturadas), o uso de fotografias, as formas de registro de observação direta, entre outras.
MORIN, Edgar (1984). Sociologia. -Lisboa: Publicações Europa-América. pag 127 a 159.
DENZIN, N.K e LINCOLN, Y.S (2006)O Planejamento da Pesquisa Qualitativa. Teorias e Abordagens- Porto Alegra: Artmed. Pag 366 a 385
9ª. Semana. Os procedimentos para operacionalização de uma pesquisa: as abordagens quantitativas na pesquisa social
A adequação e significado da abordagem quantitativa na apreensão da realidade social. Seleção de variáveis e indicadores apropriados ao escopo e objetivos de pesquisa propostos. As diferentes técnicas de levantamentos quantitativos: surveys, censos, construção de escalas e de índices. A seleção e utilização de dados secundários; a utilização e construção de amostra e a construção de questionários e formulários e elaboração de plano de análise.
10ª. à 13ª. Semanas – Apresentação de trabalho de reconstrução de projetos de pesquisas em pesquisas já realizadas atinentes aos diferentes temas propostos pelos alunos. A Bibliografia a ser trabalhada deve ser indicada pelos alunos até no máximo a 6ª. Semana de aula.
Unidade II – A construção de um Problema de Pesquisa e sua respectiva justificativa: O Plano de Estudo
14ª. à 16ª. Semanas – Orientação dos alunos na elaboração de seus Planos de Estudo, envolvendo a definição do Objeto teórico e empírico de pesquisa e explicitação de problema de pesquisa, assim como a apresentação da sua justificativa e objetivos do estudo proposto
17ª. Semana – Avaliação do curso de entrega do relatório final de pesquisa realizada em grupo.
IV – Metodologia e Avaliação:-
O curso compreende aulas dialogadas estruturadas a partir das questões levantadas pelos alunos e sugeridas pela leitura dos textos básicos indicados. As aulas serão dividas em duas partes: na primeira será discutida a temática exposta no cronograma de atividades anteriormente apresentado. Na segunda parte da aula os grupos/alunos deverão reunir-se com o professor trazendo sua produção da semana e obtendo orientação sobre as atividades subseqüentes. Os alunos serão avaliados por sua participação em sala de aula, incluindo freqüência e pontualidade, pelas leituras e, principalmente, por sua contribuição na construção dos seminários e de plano de estudo a ser apresentado no final do semestre.
− 30% correspondente a exposição do seminário previsto para as semanas de 8ª. a 11ª..
− 70% restantes corresponderão ao trabalho final a ser entregue na 17ª. Semana do semestre letivo.
V – Bibliografia Complementar:
BOURDIEU, P. (1983), Questões de Sociologia. Rio de Janeiro, editora Marco Zero.
BOURDIEU, P. (2004), Espaço social e poder simbólico in Coisas ditas. São Paulo, Brasiliense.
BRUYNE, Paul. Dinâmica da Pesquisa em Ciências Sociais. RJ, Livraria Francisco Alves. s/d.
COHN, G. (2003), A Sociologia e o novo padrão civilizatório in Barreira, C. (org), A Sociologia no tempo: memória, imaginação e utopia. São Paulo, Cortez.
ECO, Umberto (1985). Como se faz uma tese. São Paulo, Ed. Perspectiva.
HALBWACHS, Maurice (1990). A Memória Coletiva. São Paulo. Vértice, Editora Revista dos Tribunais.
HIRANO, Sedi (org) (1979). Pesquisa Social: Projeto e Planejamento. São Paulo. TA Quieroz Editor Ltda.
OLIVEIRA, Silvio Luiz(1998). Tratado de metodologia Científica. Projetos de Pesquisa, TGI, TCC, Monografias, Dissertações e Teses, São Paulo, Editora Pioneira.
PORTO, M. Stella G. (2005), Panorama recente da pesquisa em Sociologia no país in Martins, C. B. (org), Para onde vai a Pós-graduação no Brasil. Bauru, SP, Edusc/ Anpocs.
RICHARDSON, Roberto Jarry e colaboradores (1985). Pesquisa Social: Métodos e Técnicas. São Paulo. Atlas.
SCHRADER, Achim (1974). Introdução à Pesquisa Social Empírica. Porto Alegre. Ed. Globo AS .
SELLTIZ-WRIGHTSMAN-COOK (1980), Métodos de Pesquisa nas Relações Sociais. São Paulo, Editora Pedagógica e Universitária.
SEVERINO, Antonio Joaquim (1992). Metodologia do Trabalho Científico. São Paulo, Editora Cortez, 1992, 19ª edição
WALLERSTEIN, I. (1997), “El Occidente y los otros”, Bulletin 72 de la Asociacón Internacional de Sociología.
WALLERSTEIN, I. (2002), Eurocentrismo e seus avatares. Os dilemas da ciência social in O fim do mundo como o concebemos: ciência social para o século XXI. Rio de Janeiro, Revan.
WRIGHT MILLS, C. (1965), A imaginação sociológica. Rio de Janeiro, Zahar editores.
ZEMELMAN, H. (2003), Algumas reflexiones metodológicas a partir del problema de las investigaciones comparativas in Krawczyk, N. e Wanderley, L. E. (orgs), América Latina. Estado e reformas numa perspectiva comparada.Sã Paulo, Cortez editora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: